7 métodos que ajudam a render mais nos estudos

Em um ano marcado pela pandemia de coronavírus, com aulas remotas e mudança na calendário dos vestibulares e Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), o R7 faz um roteiro com técnicas de estudos para ajudar a organizar a rotina de estudos e ajudar no rendimento. Confira:

Resumos e fichas de estudo – enquanto estiver estudando, dedique um tempo para organizar as ideias, separar as informações principais e anotar. Vale colocar em um arquivo, em fichas, post it ou escrever. O resumo pode ser feito para todas as matérias ajuda a memorizar o conteúdo assim como serve de referência para uma revisão futuro

Mapa mental – pegue uma ideia e coloque no centro de um papel e coloque no formato paisagem. A partir dessa palavra central é possível criar caminhos ou ramos, que montam um diagrama. O ideal é fazer a mão. Utilize cores, setas e desenhos — esses elementos ajudam a associar os assuntos e lembrar deles posteriormente.Use palavras-chave curtas para montar o fluxo do seu mapa e liga com linhas. Simples e prático, auxilia na memorização dos assuntos

Autoexplicação – A melhor forma de aprender é ensinando é uma máxima que vale nesse método. Após o resumo, vale a pena explicar o assunto em voz alta, como se estivesse em uma sala de aula imaginária. A autoexplicação, ajuda a trabalhar a memória e o raciocínio, o estudante consegue construir uma linha de pensamento não apenas sobre o tema apresentado como aos assuntos conectados a ele 

Mnemônica – O nome assusta, as o método é muito utilizado por muitos estudantes. Lembra daquela música engraçada que o professor cantou na sala de aula? Ou uma frase para ajudar a decorar uma fórmula? Essa é a lógica deste método. Comum nas disciplinas de exatas e biológicas. Vale pensar em siglas em que cada letra lembre uma palavra ou um conceito. Também é possível montar frases que possam ser associadas a uma ordem ou formular frases em que cada inicial faça referência a assuntos dentro de um tema em comum, como por exemplo: Ana Tinha Calça Grande, para Adenina, Timina, Guanina e Citosina.

Pomodoro – Parece marca de molho de tomate, mas essa técnica foi desenvolvida por um italiano como método para a gestão de tempo. Ideal para quem gosta de deixar para estudar depois ou para quem está muito cansado ou anisoso e não consegue se concentrar. O método tem duas horas de duração. O estudante deve estudar 25 minutos e descansar 5. Assim até que complete 2 horas. Como recompensa: meia-hora de descanso

Intercalar matérias – Estudar em um só dia uma matéria difícil não vai ajudar a entender melhor. O ideal alternar as disciplinas durante o período de estudo, o que ajuda o cérebro a processar as informações e a fixar melhor o conteúdo.  Entre o estudo de um assunto e outro vale ter um curto período de descanso

 Testes práticos – Ler, escrever e fazer exercícios, e, se possível, refazer provas de anos anteriores. Essa é uma ótima prática para treinar para um vestibular específico ou mesmo o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). Fazer simulados ajudam a calcular o tempo, a conhecer o tipo de prova e até mesmo os assuntos que costumam ser pedidos

 

CURSO HOTMART
ENVIAR
01511987618725