DF aprova em primeiro turno projeto que libera o homeschooling

Homeschooling: DF aprova projeto de lei
Homeschooling: DF aprova projeto de lei Pixabay

A câmara legislativa do Distrito Federal aprovou na noite de terça-feira (17), em primeiro turno, projeto de lei que autoriza o ensino domiciliar.

11 deputados votaram a favor da proposta e cinco contrários. O texto volta ao plenário para uma segunda votação. Se aprovado, seguirá para o Ibaneis Rocha (MDB), que poderá sancionar ou vetar o texto.

Leia mais: Ensino em casa pode crescer após a pandemia, dizem especialistas

De acordo com o texto, os pais ou familiares pelas crianças podem ser responsáveis por educar as crianças em casa. Para isso, eles precisam fazer um registro na Secretaria de Educação do DF e comprovar a capacidade técnica para dar aulas.

O Sinpro-DF (Sindicato dos Professores do Distrito Federal) é contrário a proposta. Para a entidade, a medida pode ser prejudicial aos estudantes, principalmente na educação básica.

Leia mais: Câmara de SP vota projeto que regulamenta ensino em casa

A Aned (Associação Nacional de Educação Domicilar), por meio de nota, afirmou que "está confiante que os deputados favoráveis mantenham seu voto também no segundo turno e confirmem a tendência de regulamentação do Homeschooling no Distrito Federal".

Leia mais: Pais que preferem educar as crianças em casa defendem a prática, barrada pelo STF: 'quero isso para meus filhos'

O texto também destaca que a "regulamentação em Brasília, capital do país, abre um precedente importante, quebrando paradigmas seculares e consolidando a tese de que a liberdade educacional no Brasil não é uma questão de "se", mas de "quando". No RS e em SC, PL's já tramitam em fase avançada. Logo atrás, SP e MG também se aproximam. O homeschooling no Brasil é um fenômeno social imparável e o isolamento social só fez confirmar o fato."

 

CURSO HOTMART
ENVIAR